O primeiro live action da Turma da Mônica chegou aos cinemas em julho e foi uma grande e linda surpresa. Dando o primeiro passo para mais produções.

O filme foi baseado na Graphic MSP de mesmo nome, com roteiro e arte dos irmãos Vítor e Lu Caffaggi.

É tão lindo ver um filme nos cinemas baseado em uma HQ brasileira. É lindo ver o quanto o Vitor e a Lu cresceram durante os anos da CCXP, com cada vez mais fãs e filas.

Mas acredito que o auge para eles, e para nós fãs, foi ver tudo acontecer nas telas do cinema e o público desde os pequenos até o grandões, vibrarem com os acontecimentos.

Foi divertido assistir em uma sala com crianças que vibravam com a história, ficavam maravilhadas com a força da Mônica, soltando inclusive um “o loucooooooo” quando a Mônica usa seu melhor aliado, o temível, querido e cobiçado Sansão.

O filme surpreende quando se baseia em toda a história contada pelos irmãos Caffagi, e quando os atores superam nossas expectativas e se tornam tudo aquilo que a gente gostaria de ver. E ainda mais!

Quando se trata da Turma da Mônica, é normal pensarmos na Rua do Limoeiro. E o filme nos concede um pouquinho de todos esses personagens que fizeram e fazem parte de nossas vidas.

A história se resume na turminha em busca do Floquinho, o cachorrinho verde do Cebolinha, que acaba sumindo. Durante essas buscas, os quatro pequenos passam por grandes aventuras e estreitam os seus laços.

Achei incrível como adaptaram a história e até como incluíram as ilustrações fofíssimas da Lu de quando o Cebolinha ganha o Floquinho. Essas ilustrações acompanham o início da HQ e no filme foram representadas em porta retratos.

É claro que no filme tem participações mais do que especiais. Além de. Juros personagens da Rua do Limoeiro aparecem durante o filme, há duas grandes aparições: uma que faz a gente sorrir e outra é a do Louco, interpretado pelo Rodrigo Santoro.

O filme é uma grande surpresa para quem cresceu com a Turma da Mônica, para quem está conhecendo agora e principalmente, para os fãs das Graphics MSP.

É como as HQs de super heróis virando filmes, mas dessa vez é a Turma da Rua do Limoeiro que chegou nas telonas.

E espero que as outras HQs da trilogia (lições e lembranças) também ganhem seus filmes e as outras HQs também. História boa é que não falta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *