Capitá Marvel , estrelado por Brie Larson e com o retorno de alguns personagens, finalmente chegou aos cinemas agora em março.

Quem acompanha os filmes do universo da Marvel, e principalmente após os eventos de Vingadores Guerra Infinita, estava ou ainda está cheio de expectativas para o filme.

Terminamos Guerra Infinita com algumas perdas e uma cena pós crédito que nos deixou cheios de esperanças. O filme da Capitã Marvel iria nos introduzir mais uma personagens e também conceder algumas dicas do que pode acabar vir a acontecer em Vingadores Ultimato que estreia em abril.

Capitã Marvel foi como eu esperei. Digo novamente: como eu esperei. Já imaginava que seria um filme introdutório sobre uma personagem: quem ela é, como ela se tornou a Capitã e o que podemos esperar dela em um futuro. E pronto. Para mim, prometeu o que eu queria que fosse feito. E também, vi muito mais.

Vi Nick Fury diferente, jovial e com os dois olhos. Outro personagem do universo MCU que perdemos aos poucos, mas que sempre deixaram o coração quentinho. Vimos ainda alguns detalhes que foram importantes nos filmes anteriores da Marvel (ou, os eventos posteriores ao filme, já que ele ocorre nos anos 90).

E quanto ao tempo que o filme ocorre, traz grande nostalgia dos anos 90, enchendo a tela de referências a filmes da época e uma trilha sonora maravilhosa.

É necessário concordar que não há um grande vilão no filme. Mas preste atenção, há um personagem que já conhecemos como vilão. E também, há uma grande reviravolta. Nada que incomode, porque o filme é para apresentar a personagem para o futuro da Marvel, nada mais que isso.

O filme ainda se tornou um grande representante da força feminina. Demonstrando o poder da Capitã e como ela sofreu por ser uma garota, mas chegou até onde chegou. Mostra a amizade entre duas mulheres, que não competem entre si, mas apoiam uma a outra. Mostra ainda uma referência de mulher e de força para Brie.

Referência esta importante para o mundo dos quadrinhos e para o filme em si, porque houve uma mudança. É claro, houve criticas. Todas as mudanças quanto a gênero, cor e etnia acabam gerando algum burburinho. Fato é que algumas mudanças não deveriam acontecer, outras, acredito que são irrelevantes e que foram alteradas para melhor. Não podemos esquecer, de Ancião, em Doutor Estranho, no qual nas HQs era uma representação de um homem e no filme, quem interpreta de uma maneira maravilhosa é Tilda Swinton.

Quanto a mudança em Capitã Marvel, era necessária. Para manter-se coeso no contexto de força feminina, era necessário dar à Capitã Marvel, uma mulher para ela admirar.

Brie Larson é conhecida por filmes de drama, principalmente pelo filme O Quarto de Jack, que lhe rendeu um Oscar. Ela treinou e treinou muito para fazer Capitã Marvel e podemos ver o resultado no filme. Não consigo er outra mulher no papel que não seja ela.

Um destaque especial para Goose, o gato. É impossível não soltar uns “awnn” quando ele aparece na tela e se surpreender com ele durante o filme. E claro, você acaba saindo do cinema querendo um Goose para chamar de seu.

Se você ainda não assistiu Capitã Marvel, vá pensando que é um filme sobre a origem de uma personagem, que está em procura de sua identidade e que descobre muito mais. Não é mais do que isso, mas com certeza, é imporatnte para a continuidade do universo da Marvel.

Quanto às cenas pós créditos, são duas. Uma super importante para Vingadores Ultimato e a outra que nos apresenta uma curiosidade sobre os filmes anteriores, mas que predomina a fofura sobre a cena.

Ah, é claro. Podemos ver uma linda homenagem ao Stan Lee no início do filme e uma outra durante o filme, que faz o coração derreter e você dar um sorriso.

Por aqui, estou mais do que ansiosa para ver Capitã interagindo em Vingadores Ultimato e como vão dar a sequência nos filmes após essa finalização.

Como percebem, o objetivo deste texto não é contar a história do filme, mas sim traçar linhas gerais de como ele é importante para a continuação do universo da Marvel, principalmente por nos dar a curiosidade de como uma heroína tão poderosa vai se encaixar na história.

E sem dúvida alguma, Capitã Marvel é um grande filme, principalmente para garotas que após Mulher Maravilha, encontram mais uma representante da força feminina e mais uma mulher para admirar e sonhar ser como ela um dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *